Artesã que admiro: Ana Tuyama

20 de agosto de 2013

Fotos: Facebook.
Conheci o trabalho da Ana Tuyama no Bazar D'Elas, realizado em Florianópolis no mês de junho. Fiquei encantada com a graciosidade das peças e me surpreendi com os aromas dos cupcakes feitos em feltro, muito semelhantes ao original. Além destes, Ana também confecciona acessórios de uso pessoal, como: bottons, tiaras e amarradores de cabelo, necessaires.

Todas as peças são vendidas pela internet e em eventos da área. A propósito, Ana é muito ativa. Sempre está presente nas feiras com seu estande que também é uma fofura tal como sua arte. Passado o Festival Algodão Doce - evento grande do qual ela participou como expositora, ela prontamente respondeu as perguntas pingue-pongue da sessão Artesã que admiro.

Quem é Ana Tuyama?
Sou uma artesã de 44 anos. Moro em Florianópolis, na linda Praia do Campeche, com meu esposo, uma filha, dois filhos e dois cachorros.

Desde quando você trabalha com artes manuais?
Sempre gostei de trabalhos manuais e eles estão comigo desde sempre. Mas como fonte de renda, eu comecei em 2001 quando estava grávida do meu terceiro filho. Foi fazendo as peças para o quartinho dele que me encantei pela pintura country e passei a produzir para amigos e conhecidos. Em 2006, parei de pintar e conheci o mundo dos tecidos e feltros e das redes sociais, na época o Flickr, e comecei a produzir peças e vender pela internet.

O que te inspirou?
O que mais me inspirou foi uma viagem que fiz aos Estados Unidos, onde conheci muitos trabalhos legais de quilting e patchwork. Conheci também grandes lojas de tecidos e de artigos para artesanato e aquele universo me deixou empolgada. Naquela viagem comprei muitos materiais e a minha máquina de costura e de lá para cá não parei mais de inventar.

Você tem um atelier? Como é sua rotina de trabalho na produção das peças?
Eu tenho um sótão em casa e transformei-o em ateliê. É um pouco improvisado, ainda não tive condições de reforma-lo como quero, mas é um cantinho sossegado, só meu, onde faço a minha "bagunça". Não tenho uma rotina fixa de trabalho, mas normalmente começo o dia respondendo meus e-mails e recados, dou uma olhada nas redes sociais e na loja virtual. Depois passo a produção de pedidos, encomendas ou estoque para a loja virtual. Tenho uma agenda de eventos e pedidos e procuro me organizar dentro dela, mas nada rígido que eu não possa mudar uma coisa aqui outra ali, pois nem sempre a inspiração surge no momento determinado, quem trabalha com criatividade tem que se dar este luxo necessário às vezes.

O ateliê da Ana Tuyama é no sótão da casa dela. Pareceu-me tão romântico...

É fácil encontrar na sua cidade os materiais que você precisa para produção das peças? Onde você os compra?
Eu costumo dizer que não existe nada que eu queira comprar que eu não encontre, sou expert em encontrar coisas pelo Google e compro muito pela internet. Mas aqui em Florianópolis encontro, sim, quase tudo o que preciso. O comércio voltado para o artesanato aqui é bem servido, comparando-se ao mundo que eu conhecia (eu morava em Rondônia e lá era muito difícil de encontrar qualquer coisa), porém tem coisas que é preciso vir de fora, comprar de fornecedores maiores para obter preços melhores, comprar fora do Brasil para ter materiais melhores, diferentes. Indico alguns sites em que compro materiais:


Você tem alguma mania na hora de produzir arte?
Eu gosto de ficar sozinha, dar uma navegada na internet, pesquisar o tema que vou criar e ouvir uma boa música. Quando já tenho definido o que vou fazer, eu separo todos os materiais e aí posso estar em qualquer lugar que nada me incomoda, faço muito isso: estar apenas "ouvindo" a TV, enquanto os demais assistem filmes e eu fico bordando e ouvindo.


Cupcakes de feltro. Detalhe que a foto não permite apreciar: são todos aromatizados!
Bottons para meninas arteiras. Eu já tenho os meus!
Necessaires super coloridas! Gosto da combinação das cores...

Você tem alguma peça de estimação que jamais irá vender? Tem foto pra mostrar?
Eu tenho um porta-retratos e um quadrinho que pintei. Não são tão lindos, mas são de estimação porque eu mandei uma foto para a Revista Faça e Venda, da Editora Abril, e foi publicado! Foi a primeira vez que saiu um trabalho meu numa mídia nacional.

Foto cedida por Ana Tuyama.

Há alguém que te serve como "guia artesanal"?
Não, eu não tenho uma "guia artesanal". Sou autodidata e, apesar de pesquisar bastante e conhecer diversas crafters e arteiras, eu não tenho alguém que me ensine, dê dicas e conselhos... Minha "guia" é a internet e a minha persistência.

Quem quiser adquirir seus produtos, como faz? 
Eu tenho um Blog de onde é possível acessar minha loja virtual no Elo7, mas nem sempre consigo ter todos os produtos que faço na loja virtual, então muitas vezes a negociação é feita por e-mail (anatuyama@gmail.com). O interessado pode me mandar o link do modelo que deseja e, assim, eu produzo. Já o Flickr tem a maioria dos produtos que já fiz e por lá as pessoas podem escolher ou ter uma ideia, depois com as conversas a gente se entende! Também tenho: Fanpage no Facebook, Twitter (@anatuyama) e Instagram.

Ana, muito obrigada por conceder esta entrevista para mim. Admiro teu trabalho e desejo-te muito sucesso! Um carinhoso abraço e espero reencontrá-la em breve, já que no Festival Algodão Doce nos desencontramos... kkk

4 comentários :

  1. Adorei conhecer mais um pouco da arte da Ana,ela é uma inspiração no mundo craft,parabéns pelo blog e pela entrevista :)

    ResponderExcluir
  2. Realmente os trabalhos da Ana Tuyama são belíssimos. Bacana essa entrevista com ela. Percebe-se que é uma Pessoa Especial!
    Parabéns por sua originalidade em nos oferecer esse espaço "Artesãs que admiro"; assim ficamos a par deste universo das artes manuais.

    ResponderExcluir
  3. Artesã que nós admiramos!
    Parabéns, Ana!

    ResponderExcluir
  4. Admiro também! Além de grande amiga é puro talento! Sou fã da Ana e suas criações! Adorei o post! :)

    ResponderExcluir

ATELIÊ PORTO POÁ - Copyright © 2014 - Todos os Direitos Reservados